terça-feira, 9 de maio de 2017

FESTIVAL BOOM (IDANHA-A-NOVA) - Quinta-feira, dia 11 de maio, às 23h00 na RTP2



 Quinta-feira, dia 11 de maio, às 23h00 na RTP2

 PARAÍSO: FESTIVAL BOOM (IDANHA-A-NOVA)

 Uma viagem pelo paraíso dos jardins portugueses. “Paraíso” é um magazine apresentado por Matilde Menezes Ferreira, que nos conduz pelas histórias dos mais belos jardins de Portugal. Um projeto dedicado inteiramente aos amantes da natureza e do belo, onde os jardins portugueses são os protagonistas

 No próximo episódio: Viajamos até ao Festival Boom, em Idanha-a-Nova. Vários prémios internacionais fazem do Festival Boom um dos festivais mais verdes do mundo. Fomos conhecer os seus jardins: ecológicos, sustentáveis e de importância vital para quem os visita, nomeadamente na sua ligação com a natureza.

 Convidados: Artur Mendes, Lucy Legan, Rosário Lago Título Original: Paraíso Apresentação: Matilde Menezes Ferreira Realização: Graça Castanheira Produção: Maria João Mayer Autoria: Joana Cunha Ferreira 2015, 27 minutos


terça-feira, 2 de maio de 2017

domingo, 30 de abril de 2017

O adufe definhava até que Idanha o arrebatou e lhe deu nova vida



O adufe, com raízes que remontam às grandes civilizações antigas, volta agora a renascer em força nas aldeias de Idanha-a-Nova. Presente em grande parte das romarias da Beira Baixa, só as mulheres o tocam

É em Idanha-A-Nova, mais especificamente na zona histórica da vila, que se situa a Oficina de Artes Tradicionais, onde trabalha Catarina Mendonça, uma das poucas pessoas que, nos dias de hoje, produz adufes em Portugal. A calma e serenidade deste espaço permitem aprender ou observar técnicas milenares, nomeadamente da olaria, da tecelagem, a manufatura de adufes, marafonas, rodilhas, sacolas e muitas outras.

Do seu interior, sai o som de um ligeiro martelar. PUB Catarina, uma das quatro funcionárias do espaço, encontra-se na sua mesa de trabalho pregando as armas, pedaços de madeira que constituirão a base principal do adufe. Já com a armação finalizada, Catarina cobre-a com a pele, frequentemente de borrego ou ovelha. Antes de fazer o fecho do adufe, põe lá dentro caricas, para que ele possa produzir o seu som característico. “Antigamente eram colocadas chapas ou pedras.

 Hoje, utiliza-se caricas por serem mais fáceis de arranjar”, explica a funcionária. A pele é comprada, já curtida, a uma fábrica, chegando à oficina completamente seca e dura. Para poder ser trabalhada, é necessário que se coloque em água durante 24 horas, amolecendo-a.

Veja a noticia, CLIQUE AQUI

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Rosa Albardeira: Flor dá cor a Toulões e abre portas a geminação na Alemanha



A 2ª Festa da Rosa Albardeira motivou muita animação à aldeia de Toulões (Idanha-a-Nova) no último fim de semana. A festa, organizada pelo município e a freguesia de Toulões, é inspirada na Rosa Albardeira (Paeonia broteroi), uma flor protegida que enche de cor os campos em redor da aldeia, em particular a Serra da Murracha, como destaca a própria Câmara Municipal em comunicado.

Armindo Jacinto, presidente da autarquia, anunciou por isso no decorrer da mesma a novidade deste ano: "está em preparação uma colaboração internacional entre Idanha-a-Nova e a cidade alemã de Lorsch, localidade com jardins dedicados a esta flor e que celebra em junho o Festival da Peónia". Este responsável político adiantou os termos da colaboração: “A Rosa Albardeira, que faz parte da cultura do nosso povo, é uma peónia, flor mundialmente famosa. A Alemanha, em particular, valoriza economicamente esta flor ornamental lindíssima, portanto em junho a Câmara de Idanha-a-Nova, em cooperação com a Freguesia de Toulões e o Geopark Naturtejo, irá deslocar-se à Alemanha no sentido de desenvolver um processo de geminação com Lorsch, a 30 km de Frankfurt, integrada no Geopark Bergstrasse-Odenwald”.

A Rosa Albardeira, que é ainda a flor oficial de Taiwan, deu o mote para um fim de semana de lazer, música ao vivo e animação nas ruas e campos de Toulões. “Este é apenas o segundo ano em que realizamos o evento, mas conseguimos superar o sucesso do anterior, com cada vez maior participação da nossa diáspora”, disse o presidente da Junta de Freguesia de Toulões, José Torres, citado através da já referida informação municipal.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

terça-feira, 18 de abril de 2017

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Momentos do dia de hoje....




Fotos - Alexandra Geraldes

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Festeiras de Santa Catarina 2017



( Na foto : Matilde Folgado, Patricia Freixo, Catarina Diogo e Luisa Barata)


quarta-feira, 12 de abril de 2017

Idanha-a-Nova assinala Dia Internacional dos Monumentos no Rosmaninhal


O Município de Idanha-a-Nova vai associar-se às comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, celebrado a 18 de abril.

A data, que visa promover os monumentos e sítios históricos e valorizar o património português, será este ano assinalada durante a tradicional Festa em Honra de São Roque, no Rosmaninhal.

Neste evento inserido no Ciclo Pascal, onde estará presente a Irmandade de São Roque de Lisboa, será feita, pelas 15:30 horas, uma apresentação do Programa de Salvaguarda dos Mistérios da Páscoa em Idanha e do respetivo pedido de registo na lista das melhores práticas da UNESCO, por António Silveira Catana.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

domingo, 9 de abril de 2017

Duas aldeias do concelho de Idanha a Nova são pré-finalistas das “7 Maravilhas”


Idanha-a-Velha e Monsanto (ambas no concelho de Idanha-a-Nova) são duas finalistas das " 7 Maravilhas" das aldeias de Portugal.

O Centro é a região de turismo com maior número de aldeias a concurso, com 14 aldeias candidatas. Seguem-se o Alentejo e Ribatejo com nove aldeias candidatas, enquanto o Norte tem oito. Açores e Algarve concorrem com seis aldeias cada. A Madeira conta com quatro a concurso e Lisboa e Vale do Tejo com duas.

 Agora é a população que vota, mas só a partir de julho.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Idanha-a-Nova apresenta candidatura dos Mistérios da Páscoa à UNESCO


O Município de Idanha-a-Nova manifestou a intenção de apresentar à UNESCO, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, o pedido de inscrição dos Mistérios da Páscoa, manifestações de religiosidade popular ligadas à Quaresma e Tempo Pascal.

 «Os Mistérios da Páscoa estão a ser redescobertos, e toda esta tradição popular e litúrgica é um exemplo de cultura e de preservação. Idanha-a-Nova sabe chamar as pessoas e chamar para si a sua diáspora», declarou o ministro da Cultura, aquando da apresentação do Programa para a Salvaguarda e Promoção dos Mistérios da Páscoa, em fevereiro.

Veja a noticia completa AQUI

terça-feira, 4 de abril de 2017

História: Jornadas templárias decorreram em Ladoeiro



As primeiras Jornadas Templárias deste ano tiveram lugar em Ladoeiro (Quinta dos Trevos) nos passados dias 31 de março e 1 de abril e envolveram um acampamento templário, atividades para crianças e jovens, esgrima medieval e uma tertúlia sobre a Guerra Cristã /Muçulmana na Península Ibérica. O evento foi organizado pela Associação Raia Gerações, em parceria com a Comenda das Idanhas, para promover o património histórico-cultural do concelho de Idanha-a-Nova.
Uma informação sobre esta iniciativa deu conta à comunicação social de que as jornadas receberam a visita de várias escolas, do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo e do Grão-Prior de Portugal da Ordem dos Templários, António Andrade, para além dos autarcas locais.
 “O trabalho desenvolvido por esta associação é muito importante, por transmitir aos mais novos noções da história de Portugal e das nossas tradições”, disse o governante naquela ocasião, acrescentando que  “isso cria um sentimento de pertença ao território que é de louvar”
Fonte : Reconquista

domingo, 2 de abril de 2017

Carlos do Carmo ao vivo no CCR. Entrada gratuita.



Carlos do Carmo, um dos nomes maiores do Fado, apresenta-se em Idanha-a-Nova no dia 8 de abril, sábado, às 21:30 horas, para um concerto gratuito no Centro Cultural Raiano (CCR).

Um dos maiores embaixadores da música portuguesa, Carlos do Carmo canta o Fado com uma sofisticação e brilhantismo que o tornam reconhecido em todo mundo. O concerto tem entrada gratuita, limitada à lotação do auditório.

A reserva de bilhete é obrigatória, junto do CCR (277 202 900).

 É uma oportunidade imperdível para ouvir Carlos do Carmo em Idanha-a-Nova, Cidade Criativa da UNESCO, na área da Música.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Clássica de Idanha-a-Nova conta com 350 atletas



A II Clássica de Idanha-a-Nova vai para a estrada no próximo dia 2 de abril, com partida às 9 horas, em frente à Câmara Municipal. Este evento de ciclismo de estrada, idealizado com base nas grandes clássicas realizadas a nível mundial, contará com a presença de cerca de 350 atletas de todo o país e raia espanhola.

A prova, com partida e chegada no mesmo local, tem dois percursos diferentes e percorrerá muitas das aldeias do concelho: Proença-a-Velha, Medelim, Monsanto, Zebreira, Segura, Salvaterra do Extremo, Monfortinho, Penha Garcia e Ladoeiro. Para além da subida do Valado, em Monsanto, as novidades são as calçadas de Segura e Salvaterra do Extremo, um troço de terra batida nas imediações de Monfortinho e a difícil subida a Penha Garcia.

O evento, que conta com o apadrinhamento de João Mariano e Patrícia Gonçalve, dois ciclistas campeões nacionais, e terá ainda a presença de Chechu Rubiera, um dos maiores vultos do ciclismo profissional dos últimos anos. A prova, coorganizada pela ACBI – Associação de Ciclismo da Beira Interior e a ACIN - Associação de Cicloturismo de Idanha-a-Nova, conta com o apoio da Câmara Municipal loca.

Este é um evento único em Portugal, que proporciona a passagem por alguns dos locais mais emblemáticos do concelho, contribuindo para a divulgação dos patrimónios arquitectónico e paisagístico da região.

sábado, 25 de março de 2017

Quinta dos Trevos promove oficina de Encadernação Artesanal




A Ecogerminar e a Quinta dos Trevos, no âmbito das iniciativas do movimento Pés na Campina, vão realizar um curso básico de encadernação artesanal (coser papel) no próximo dia 8 de abril, sábado.

O curso vai realizar-se nos ateliers da Quinta dos Trevos, em Ladoeiro, concelho de Idanha-a-Nova, sob orientação do encadernador José Sousa Domingues, um dos mais antigos de Portugal. O almoço será compartilhado e cada participante poderá trazer algum alimento ou bebida que partilhará com o grupo. A inscrição no workshop tem por base a economia da reciprocidade, pelo que não se aceita dinheiro.

Os participantes poderão contribuir com donativos para o formador como, por exemplo, um bem alimentar. Mais informações e inscrição: www.ecogerminar.org, ecogerminar@gmail.com, ou www.quintadostrevos.com, trevos.oficios@sapo.pt.

quinta-feira, 23 de março de 2017

"Idanha-a-Nova é o primeiro Bio Concelho de Portugal" - Armindo Jacinto


O Centro Documental Raiano (CDR), espaço de recursos ambientais e alternativos, acaba de nascer em Idanha-a-Nova, com um acervo composto por 11 mil livros, 230 coleções de revistas e milhares de documentos classificados em mais 600 temáticas. As portas do CDR, instalado no Centro Empresarial de Idanha-a-Nova, "estão agora abertas para estudantes, professores, investigadores, empresários e todos os demais interessados nas áreas do ambiente, ecologia, saúde natural, agricultura biológica e biodinâmica, botânica, nutrição, espiritualidade, entre outras".

 Refere o comunicado a que o DDCB teve acesso. Este espaço único na Europa foi inaugurado esta quarta-feira, dia 22, pelo Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, na presença do presidente da Câmara Municipal, Armindo Jacinto, e dos fundadores do projeto, Jean-Claude Rodet e Francine Rodet. Durante a cerimónia, Armindo Jacinto anunciou "Idanha-a-Nova como primeiro Bio Concelho de Portugal, onde o CDR desempenhará um papel incontornável".

 O autarca explicou que “o conceito de Bio Concelho vai além da produção biológica, da economia verde e do turismo sustentável. É um compromisso que envolve toda a sociedade na promoção de valores que interessa transmitir às gerações futuras, com a ambição de oferecermos um mundo melhor aos nossos filhos”. O desafio foi prontamente aceite pelo Ministro do Ambiente. “Acredito que toda a economia tem de ser verde. E, nesse sentido, o Bio Concelho de Idanha lidera esse compromisso em Portugal, afirmou o governante, que aplaudiu, entre outros projetos com sede em Idanha, a aceleradora “verde” I-Danha Food Lab. Os fundadores do Centro Documental Raiano são o conceituado cientista francês Jean-Claude Rodet e a sua esposa, Francine Rodet, que integrados na estratégia Recomeçar, escolheram Idanha-a-Nova para centralizar os conhecimentos e recursos que reuniram no decurso de uma carreira profissional com mais de 30 anos.

 Na inauguração do CDR, os responsáveis divulgaram alguns dos objetivos do novo espaço: partilhar recursos e soluções para resolver problemas societais; promover e apoiar projetos de desenvolvimento sustentável; dinamizar ações de formação no campo da agricultura e da pecuária; promover uma alimentação saudável junto de escolas e coletividades; valorizar as tradições locais para construção de um futuro melhor.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Idanha-a-Nova candidatou 27 aldeias às “Sete Maravilhas de Portugal”



A Câmara de Idanha-a-Nova candidatou 27 aldeias às "Sete Maravilhas de Portugal", sendo o município que maior número de candidaturas submeteu a concurso. "Com esta candidatura pretendemos chegar a todo o país e apresentar um município alternativo aos centros urbanos, uma região plena de oportunidades", afirmou o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto.
Este ano o concurso é dedicado às aldeias e no final vão ser anunciadas sete vencedoras em outras tantas categorias. O município candidatou Idanha-a-Velha, Monsanto e Penha Garcia à categoria de Aldeias-Monumento; Aldeia de Santa Margarida, Idanha-a-Velha, Medelim, Monfortinho, Monsanto, Penha Garcia e São Miguel de Acha à categoria Aldeias Autênticas; e Alcafozes, Ladoeiro, Monsanto, Oledo, Proença-a-Velha, Toulões e Zebreira a Aldeias Rurais. Idanha-a-Velha e Termas de Monfortinho candidataram-se à categoria de Aldeias Ribeirinhas; Rosmaninhal, Salvaterra do Extremo e Segura a Aldeias em Áreas Protegidas; Cegonhas, Coutos do Correias, Soalheiras e Torre a Aldeias Remotas, e Penha Garcia a Aldeias de Mar.

O autarca sublinhou que incluiu Penha Garcia na categoria das Aldeias de Mar devido aos seus vestígios fósseis, que contam a história da vida nesta região há 480 milhões de anos, quando era um imenso mar onde reinavam as trilobites e os seus predadores. Já Idanha-a-Velha, Monsanto e Penha Garcia, pela sua especificidade, concorrem em três categorias distintas. "A estratégia para as restantes aldeias foi a candidatura à categoria onde demonstram maior potencialidade", explicou. Armindo Jacinto adiantou ainda que nas aldeias do concelho de Idanha-a-Nova encontra-se um vasto património histórico, natural e gastronómico. "Encontrámos também pessoas. Gente que aqui permaneceu ou que confiou em nós e para cá se mudou no âmbito de programas de incentivo por nós lançados.

As nossas candidatas espelham uma Idanha inspirada e renovada, sem perder a tradição e a portugalidade que tão bem nos caracterizam", frisou. Para o autarca, é um orgulho que Idanha-a-Nova seja o município com o maior número de candidaturas apresentadas. Até 31 de março, decorre a fase de seleção das 49 aldeias pré-finalistas e entre 09 de julho e 20 de agosto são escolhidas as 14 finalistas do concurso. A eleição das "Sete Maravilhas de Portugal" decorre entre 20 de agosto e 03 de setembro, dia em que serão dadas a conhecer as vencedoras.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Tomada de posse da Joana Rossa


A ladoeirense Joana Rossa tomou posse como membro dos Orgãos Nacionais da Ordem dos Arquitectos