quinta-feira, 23 de março de 2017

"Idanha-a-Nova é o primeiro Bio Concelho de Portugal" - Armindo Jacinto


O Centro Documental Raiano (CDR), espaço de recursos ambientais e alternativos, acaba de nascer em Idanha-a-Nova, com um acervo composto por 11 mil livros, 230 coleções de revistas e milhares de documentos classificados em mais 600 temáticas. As portas do CDR, instalado no Centro Empresarial de Idanha-a-Nova, "estão agora abertas para estudantes, professores, investigadores, empresários e todos os demais interessados nas áreas do ambiente, ecologia, saúde natural, agricultura biológica e biodinâmica, botânica, nutrição, espiritualidade, entre outras".

 Refere o comunicado a que o DDCB teve acesso. Este espaço único na Europa foi inaugurado esta quarta-feira, dia 22, pelo Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, na presença do presidente da Câmara Municipal, Armindo Jacinto, e dos fundadores do projeto, Jean-Claude Rodet e Francine Rodet. Durante a cerimónia, Armindo Jacinto anunciou "Idanha-a-Nova como primeiro Bio Concelho de Portugal, onde o CDR desempenhará um papel incontornável".

 O autarca explicou que “o conceito de Bio Concelho vai além da produção biológica, da economia verde e do turismo sustentável. É um compromisso que envolve toda a sociedade na promoção de valores que interessa transmitir às gerações futuras, com a ambição de oferecermos um mundo melhor aos nossos filhos”. O desafio foi prontamente aceite pelo Ministro do Ambiente. “Acredito que toda a economia tem de ser verde. E, nesse sentido, o Bio Concelho de Idanha lidera esse compromisso em Portugal, afirmou o governante, que aplaudiu, entre outros projetos com sede em Idanha, a aceleradora “verde” I-Danha Food Lab. Os fundadores do Centro Documental Raiano são o conceituado cientista francês Jean-Claude Rodet e a sua esposa, Francine Rodet, que integrados na estratégia Recomeçar, escolheram Idanha-a-Nova para centralizar os conhecimentos e recursos que reuniram no decurso de uma carreira profissional com mais de 30 anos.

 Na inauguração do CDR, os responsáveis divulgaram alguns dos objetivos do novo espaço: partilhar recursos e soluções para resolver problemas societais; promover e apoiar projetos de desenvolvimento sustentável; dinamizar ações de formação no campo da agricultura e da pecuária; promover uma alimentação saudável junto de escolas e coletividades; valorizar as tradições locais para construção de um futuro melhor.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Tomada de posse da Joana Rossa


A ladoeirense Joana Rossa tomou posse como membro dos Orgãos Nacionais da Ordem dos Arquitectos

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Carnaval 2017 no Ladoeiro


:)

Programação:


Baile Eleição dos Reis dia 18 Fevereiro
Baile de Máscaras dia 25 Fevereiro
Centro Cultural do Ladoeiro


A Feira de Caça e Gastronomia, nas Termas de Monfortinho, regressa nos dias 4 a 5 de fevereiro para a sua 4ª edição.



A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e a União de Freguesias de Monfortinho e Salvaterra do Extremo, organizadoras da iniciativa, estão a preparar um programa irresistível em torno da caça, do turismo e da gastronomia.

 Este ano, no domingo, dia 5, a festa será abrilhantada pelo programa "Somos Portugal" da TVI, que irá emitir em direto a partir das Termas de Monfortinho. Será uma grande celebração no concelho de Idanha-a-Nova, o maior território cinegético do país, com 120 mil hectares de área ordenada e mais de uma centena de zonas de caça.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Boom volta a ser considerado um dos festivais mais sustentáveis do mundo


O Boom Festival, em Idanha-a-Nova, voltou a ser distinguido com o prémio internacional “Outstanding Greener Festival Award“, que pretende premiar eventos que se destacam pelas suas práticas de sustentabilidade. Esta é a quinta vez consecutiva que o Boom é premiado com o galardão.
“Há um esforço crescente e uma preocupação da nossa parte para promover a consciencialização através do festival”, referiu Artur Mendes, membro da organização do Boom, em comunicado. “E este prémio é o resultado de um trabalho árduo desenvolvido por uma equipa constituída por muitas pessoas, de um público fantástico, não esquecendo o apoio logístico que nos tem sido providenciado pelo município de Idanha-a-Nova.”

Veja anotcia completa :http://observador.pt/2017/01/17/boom-volta-a-ser-considerado-um-dos-festivais-mais-sustentaveis-do-mundo/http://observador.pt/2017/01/17/boom-volta-a-ser-considerado-um-dos-festivais-mais-sustentaveis-do-mundo/

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Judo: Escola Ana Hormigo cria núcleo no Ladoeiro


A Escola de Judo Ana Hormigo acaba de abrir um núcleo da modalidade no Ladoeiro. O contacto da Junta de Freguesia local foi feito no final do ano que findou e a agremiação da antiga atleta olímpica criou o enquadramento para dinamizar o judo naquela freguesia do concelho de Idanha-a-Nova.

 João Serrasqueiro é o responsável técnico do núcleo. E os primeiros indicadores revelam-se animadores. Cerca de trinta atletas, de diversas idades, já potenciam a aprendizagem da modalidade. “Através de aulas abertas para experimentação e conhecimento do judo durante o mês de novembro, o entusiasmo foi notório e passaram de imediato a funcionar em dois locais da aldeia”, informou a EJAH. Este núcleo tem assim duas turmas: uma para crianças do pré-escolar (3 aos 5 anos) às terças-feiras no Centro Cultural do Ladoeiro (16H00 às 16H30) e outra para crianças do 1.º e 2.º ciclos (6 aos 12 anos), às terças e quintas-feiras (17H45 às 18H45) no Salão da Junta de Freguesia do Ladoeiro..

 Ana Hormigo revela que a estrutura do clube “está no geral bastante satisfeita pela recetividade e empenho dos atletas, bem como dos encarregados de educação”. A mentora do seu próprio clube recorda ainda as suas raízes familiares no Ladoeiro: “são boas gentes e merecedoras desta aposta”, comentou. Alguns atletas deste núcleo do Ladoeiro já participaram no Torneio de Natal organizado pela Associação Distrital de Judo de Castelo Branco, dando aí os primeiros passos nas atividades competitivas.

Noticia : Reconquista

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Idanha-a-Nova representa Portugal no Mercado de Natal de Estrasburgo


A Câmara de Idanha-a-Nova vai representar Portugal no Mercado de Natal de Estrasburgo, um evento com mais de 500 anos de tradição e que atrai anualmente mais de 2,3 milhões de pessoas. “Vamos dar ênfase a um país rural, de qualidade, com uma identidade própria e autenticidade.

Vamos mostrar o país rural que habitualmente não aparece nas feiras internacionais em que Portugal participa”, disse, esta segunda-feira, o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto. O Mercado de Natal de Estrasburgo, considerado o maior e mais antigo da Europa, decorre entre os dias 25 de novembro e 24 de dezembro e tem este ano Portugal como país convidado, numa representação que é organizada pelo município de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco.

O autarca que falava durante uma conferência de imprensa para a apresentação desta iniciativa inédita para Portugal explicou que Idanha-a-Nova, cidade criativa da UNESCO no âmbito da Música, vai representar o país e dar a conhecer um Portugal rural, de qualidade, de tradições e de genuinidade. A Câmara de Estrasburgo colocou à disposição de Portugal 16 ‘chalés’ na Praça Gutenberg, uma das mais emblemáticas do centro da cidade, onde os visitantes podem apreciar e descobrir os produtos portugueses de norte a sul do país, como fumeiros, queijos, vinhos, bordados, especialidades gastronómicas, entre outros.

A cultura também vai estar presente, sendo que o município de Idanha-a-Nova leva até Estrasburgo o Fado à Capela do maestro Luís Cipriano que vai atuar na inauguração do Mercado de Natal na Praça Kléber, durante a inauguração da iluminação da árvore de Natal. Nas artes plásticas, Idanha-a-Nova leva a coleção de arte contemporânea de Paulo Lopo, cuja exposição vai ficar na igreja de Saint Pierre le Vieux, cujo tema central vai ser a emigração. No capítulo da gastronomia, o destaque vai para a presença da cozinha portuguesa num dos restaurantes mais emblemáticos de Estrasburgo, a ‘Maison Kammerzell’, que durante uma semana vai servir pratos típicos de Portugal.

 A vereadora da Câmara de Estrasburgo, Fernanda Gabriel, explicou que esta é a primeira vez que um país do sul da Europa é convidado para o Mercado de Natal. “Trata-se de um projeto que não é fácil de organizar”, frisou. Segundo a vereadora, era preciso encontrar alguém para fazer esta gestão e a escolha recaiu em Idanha-a-Nova, uma região que tem feito um grande investimento nas pessoas, no mundo rural e na cultura. Além disso, realçou o facto de integrar a rede de cidades criativas da UNESCO e de fazer parte do Clube de Estrasburgo. Fernanda Gabriel sublinhou ainda a importância do impacto económico que este evento tem ao nível local, que num mês atinge os 250 milhões de euros, e realçou também a oportunidade que representa para o país presente: “Trata-se de uma oportunidade única para Portugal”. “Não é só o que lá [Estrasburgo] se vende, mas durante um mês mostra-se o que tem”, disse.

 A presença de Portugal no Mercado de Natal vai atingir a centena de representantes, sendo que esta parceria entre os municípios de Idanha-a-Nova e de Estrasburgo tem o apoio do Ministério da Cultura e das Secretarias de Estado do Turismo e das Comunidades, entre outras entidades.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Armindo Jacinto é o recandidato do PS à Câmara Municipal de Idanha a Nova


O actual presidente, Armindo Jacinto confirma em declarações exclusivas este blogue,  a sua recandidatura à Câmara Municipal de Idanha- a- Nova pelas listas do Partido Socialista.


Armindo Jacinto  é Presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, desde Junho de 2013 e possui também os seguintes cargos não remunerados:
- Tesoureiro da Associação Amato Lusitano, de Castelo Branco, Associação de Desenvolvimento, desde 1998.
- Presidente do Conselho de Administração da empresa Intermunicipal Naturtejo desde Janeiro de 2004.
- Presidente da Direção da Associação Humanitára dos Bombeiros Voluntários de Idanha-aNova. - Tesoureiro da Associação das Aldeias Históricas, desde a sua fundação em 2008.
- Conselheiro do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Castelo Branco, desde Março de 2009. - Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Turismo Rural, desde Maio de 2013;


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Faixas do título foram entregues ao Ladoeiro



A Associação Cultural e Desportiva do Ladoeiro recebeu a taça e as faixas alusivas ao título de campeão distrital de futsal 2015/2017. A Associação Cultural e Desportiva do Ladoeiro recebeu a taça e as faixas alusivas ao título de campeão distrital de futsal 2015/2017, no sábado, dia 10 de setembro.

 O clube presidido por José Salvado convidou os sócios e simpatizantes para se juntarem à jornada, que decorreu no pavilhão municipal daquela localidade raiana. Os principais responsáveis da autarquia de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto e Idalina Costa, bem como o presidente da AF Castelo Branco, Manuel Candeias, entregaram as faixas aos campeões distritais.

 Seguiu-se o jogo de apresentação para a nova temporada. O Ladoeiro venceu o Casal Cinza por 3-1, deixando indicações interessantes para o campeonato da 2.ª divisão, que se inicia a 24 de setembro. O vai jogar também a 2.ª divisão nacional. O primeiro compromisso oficial da equipa de Jorge Pina é em casa com o Mendiga. Uma semana depois, a 1 de outubro, o Ladoeiro joga em Pombal com o Núcleo Sportinguista local.

sábado, 23 de julho de 2016

Inauguração oficial do XII Festival da Melancia 2016



O 12º Festival da Melancia decorre hoje e amanhã no Ladoeiro, Idanha-a-Nova. Um festival onde vai poder assistir a vários momentos musicais e até mesmo um concurso de escultura em melancia.

Hoje sobe ao palco a conceituada fadista Mara Pedro e o músico compositor e fadista Rui Aziago Marques (‘Ruca’), e no fim da noite, Luisinho de Portugal vai atuar, findando o primeiro dia de festividades.

Amanhã à tarde vai decorrer o Concurso de Escultura em Melancia, entre outras atividades e o festival vai encerrar com uma atuação por parte de José Alberto Reis juntamente com a sua banda. O Festival da Melancia pretende dinamizar a economia local gerando, para mais de uma centena de produtores, uma oportunidade de promoção e escoamento dos seus produtos regionais.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

sábado, 18 de junho de 2016

Cartaz do Festival da Melancia 2016




( Clique em cima do cartaz para ver maior )

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Cante: Noite memorável no Centro Cultural Raiano



O Centro Cultural Raiano teve lotação esgotada para a estreia de “Canções do Cante”, um concerto surpreendente onde a música filarmónica se uniu ao cante alentejano.

O Centro Cultural Raiano, teve lotação esgotada na passada noite de sábado, para a estreia de “Canções do Cante”, um concerto surpreendente onde a música filarmónica se uniu ao cante alentejano. Numa noite inesquecivel, como a considerou a organização do evento, encontraram-se no mesmo palco a Filarmónica Idanhense e as vozes de Janita Salomé, Vitorino Salomé e dos Cantadores do Redondo, com participação especial das inconfundíveis Adufeiras de Idanha-a-Nova.

A perfeita sintonia entre duas distinções da UNESCO, o Cante Alentejano (Património Imaterial da Humanidade) e Idanha-a-Nova (Cidade Criativa no âmbito da Música) ofereceu ao público um concerto arrebatador. A ousadia, recebida com muitos aplausos, deu novos contornos a canções como “Os Mortos dos Retratos”, “Passarada”, “Mulatinhas” ou a indispensável “Menina Estás à Janela”.

Esta é a 11ª produção do projeto “Canções…”, um projeto pioneiro em Portugal no âmbito da música filarmónica, que, iniciado em 2011 pela Filarmónica Idanhense, é dedicado única e exclusivamente à música portuguesa, aos seus autores, cantores e múltiplas formas de execução, como salienta o município local.

terça-feira, 19 de abril de 2016

Futsal: Ladoeiro e Alcaria discutem o título distrital


Ladoeiro e Alcaria são os finalistas do campeonato distrital de futsal.

O primeiro jogo está marcado para sábado, dia 23.

Ladoeiro e Alcaria são os finalistas do campeonato distrital de futsal. Os dois principais candidatos ao título chegam aos jogos decisivos, sendo que o primeiro está já marcado para sábado, 23 de abril, na quadra do emblema do concelho do Fundão.

As meias-finais do play ficaram decididas no fim-de-semana passado. O cruzamento entre Ladoeiro e Casa do Benfica em Oleiros teve que ir a terceiro jogo, depois de os encarnados se terem adiantado com uma vitória em casa (7-5). Os raianos, vencedores da fase regular da prova, retificaram em casa, com duas vitórias: 5-2 no sábado e 6-1 na negra de domingo.

Já o Alcaria precisou apenas de dois jogos para eliminar o Carvalhal Formoso. Trazia uma vitória do concelho de Belmonte (5-4) e no sábado venceu o segundo jogo já na sua quadra, por 2-1. Primeiro encontro em Alcaria este sábado (17H00) e uma semana depois no Ladoeiro. Em caso de necessidade de terceiro jogo será disputado no dia 1 de maio, no reduto dos raianos.

Esta equipa do Ladoeiro, treinada por Jorge Pina, conta com elementos como Rúben Leitão, David Silva, Valter Borronha, Vasco Marques, Sérgio Penedo, Bernardo Rebordão, entre outros.

Artur Jorge

quinta-feira, 24 de março de 2016

quarta-feira, 16 de março de 2016

Pastelaria com sensibilidade cultural abre no Ladoeiro



O Ladoeiro inaugurou este domingo a Casa da Velha Fonte, uma nova e distinta cafetaria, que é o concretizar do sonho da família Sousa, uma das famílias acolhidas pela estratégia Recomeçar, promovida pelo Município de Idanha-a-Nova.

Trata-se de um espaço com cafetaria, loja e papelaria, onde coabitam deliciosos produtos locais e do mundo, que não hesita em organizar momentos musicais, tertúlias, exposições, caminhadas noturnas, jogos tradicionais, viagens, entre tantas outras possibilidades,refere o comunicado enviado ao Diário Digital.

 A Casa da Velha Fonte nasce da vontade da família Sousa, oriunda de Sintra, desenvolver um projeto sustentado fora dos grandes centros urbanos. O processo começou em agosto de 2015, quando Maria Caldeira de Sousa se mudou de malas e bagagens para o concelho de Idanha-a-Nova, para construir um novo projeto de vida com o marido, Rui, e o filho de 7 anos. “A minha ideia era constituir uma empresa que reunisse num espaço físico tudo aquilo que o mundo tem para oferecer”, começa por explicar a empreendedora, que escolheu a aldeia do Ladoeiro para materializar este projeto.

Maria Caldeira de Sousa conta que foi conquistada “pelo potencial para desenvolvimento sustentado, pela paisagem, clima e o excelente trabalho da Câmara Municipal em divulgar a tradição, história e cultura local, e ainda o empenho desta autarquia para atrair pessoas como eu para o território”.

 A Casa da Velha Fonte é um espaço cultural com notável decoração e estilo, inspirando-se no tradicional e ousando o alternativo, que tanto se apoia nos saberes do mundo como nos da região. O projeto é um espaço de partilha que visa prestar serviços a toda uma comunidade, “mimando e acarinhando todos os nossos conterrâneos da aldeia do Ladoeiro e quem nos visita”, conclui Maria Caldeira de Sousa.

Fonte : Diário Digital Castelo Branco

segunda-feira, 14 de março de 2016

sábado, 12 de março de 2016

Cartaz Santa Catarina2016



( Clique em cima do cartaz )

quinta-feira, 10 de março de 2016