sábado, 10 de abril de 2021

Presidente da ULS visita obras de reabilitação da Extensão de Saúde do Ladoeiro

As obras de reabilitação da Extensão de Saúde do Ladoeiro já arrancaram, um investimento de 30 mil euros da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova para garantir melhores condições aos utentes e profissionais de saúde.


O início das obras foi assinalado no dia 8 de abril com a visita às instalações do presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde (ULS) de Castelo Branco, José Nunes, acompanhado do presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, e do vereador João Carlos Sousa. 

 A articulação entre as entidades vai permitir a melhoria dos serviços de saúde, em prol dos cidadãos do concelho. “Somos defensores de um Serviço Nacional de Saúde de qualidade e, por isso, estamos sempre disponíveis para colaborar com a ULS, numa lógica de gestão de recursos entre a administração local, a administração central e as entidades ligadas ao sector da saúde”, refere Armindo Jacinto. As obras de reabilitação da Extensão de Saúde do Ladoeiro incluem a substituição integral da cobertura, a reparação e pintura das instalações e ainda o restauro e pintura da fachada do edifício.

 O presidente do Conselho de Administração da ULS de Castelo Branco mostrou-se satisfeito com a aposta da autarquia idanhense na área da saúde: “Existem vários planos para colaborações entre a Câmara de Idanha-a-Nova e a ULS, no sentido de criarmos melhores serviços de saúde neste concelho, e acredito que vamos conseguir implementar esses projetos e essas melhorias”. 

Construído em 1997, o edifício da Extensão de Saúde do Ladoeiro tem sido alvo de várias reparações ao longo do tempo. Apresenta, porém, sinais de deterioração, reflexo da sua idade, que esta intervenção mais profunda vai resolver.

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Autarquia reabre mercados e isenta esplanadas de taxas até final do ano

 


Em comunicado, o município de Idanha-a-Nova refere que, no âmbito do plano de desconfinamento gradual decretado pelo Governo, "decidiu a reabertura dos mercados e feiras não alimentares do concelho". "A autarquia deliberou ainda a isenção de taxas de ocupação de via pública para efeitos de esplanada até ao final de 2021, de acordo com as normas estabelecidas", lê-se na nota. 

Foram ainda retomados os transportes públicos da rede municipal de Idanha-a-Nova e "mantém-se a carreira intermunicipal Idanha-a-Nova/Castelo Branco/Idanha-a-Nova (8:20-15:30)". "Caso algum munícipe tenha a necessidade excecional e inadiável de transporte, poderá contactar previamente o número 925224750, a fim de solicitar essa necessidade para posteriormente ser avaliada a disponibilidade", sublinha a autarquia. 

 A Câmara de Idanha-a-Nova informa ainda que continuam em funcionamento as três linhas de apoio destinadas a famílias, instituições particulares de solidariedade social e atividades económicas do concelho, criadas em março de 2020, na sequência da pandemia da Covid-19.

terça-feira, 30 de março de 2021

Câmara apoia reabilitação do Santuário da Senhora do Almortão


A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova celebrou um protocolo com a Confraria de Nossa Senhora do Almortão para comparticipar despesas correntes e apoiar a realização de obras de reabilitação no recinto do Santuário. O protocolo tem em vista uma atuação conjunta no sentido da preservação e fruição do património religioso. 

 “O objetivo é reforçar o património religioso enquanto fator de desenvolvimento socioeconómico do território, a fim da preservação da identidade cultural e da alavancagem de novas oportunidades para o concelho”, refere Armindo Jacinto, presidente da Câmara de Idanha-a-Nova. A medida insere-se nas políticas de salvaguarda e divulgação do património religioso, em colaboração com as comunidades para, assim, envolver as mesmas na sua proteção, valorização e fruição.

A autarquia pretende continuar a investir no património religioso do concelho. Nesse contexto, tem celebrado protocolos com associações e Fábricas da Igreja para promover a cooperação técnica, científica e humana entre instituições.

segunda-feira, 29 de março de 2021

Fé em vez da crendice

 

Quantas vezes já ouviu dizer que se você se cruzar com um gato preto vai ter azar?
Quantas vezes se recusou a passar por baixo de um escadote? 

 Mesmo nos chamados tempos modernos em que a objectividade e a racionalidade são mais valorizadas, são raras as pessoas que não nutrem secretamente crenças irracionais ou superstições. As superstições servem muitas vezes para satisfazer necessidades emocionais do indivíduo como a rejeição, a solidão e o fracasso. 

 Para lidar com emoções como o medo e a ansiedade, reforçadas pela predisposição humana para a fantasia e para a preguiça mental, recorre-se aos encantamentos e aos amuletos, aos rosários de contas pendurados por aí e medalhinhas exibidas em redor do pescoço. Também a ideia de nós sermos os únicos responsáveis pelo nosso destino e que Deus nos deu o livre arbítrio é assustadora para alguns. Muitas pessoas procuram refúgio em crenças e depositam a sua confiança em coisas absurdas, sem nenhum nexo . 

Nalguns casos o medo leva a que entreguem todo o seu pensamento crítico a um líder, um guru que se lhes ordenar passar um cheque, obedecem sem hesitação, porque recusar significa terem de enfrentar a própria liberdade. 

Veja o artigo completo, AQUI

domingo, 28 de março de 2021

Autárquicas 2021 - Idanha Solidária apresenta candidatas à Freguesia de São Miguel de Acha


A candidatura “Idanha Solidária”, liderada por Armindo Jacinto, do Partido Socialista, continua a preparar as Autárquicas 2021. Para a Freguesia de São Miguel de Acha, apresenta Cristina Geraldes como candidata a Presidente da Junta de Freguesia e Adalgisa Patrícia Dias como candidata a Presidente da Assembleia de Freguesia.

Cristina Geraldes, 49 anos, é natural de São Miguel de Acha. Licenciada em Sociologia pela Universidade Lusófona, tem um vasto percurso profissional na área das Ciências Sociais e Humanas. Durante 20 anos, desempenhou o cargo de Diretora Técnica no Centro Social e Paroquial de São Miguel de Acha. Com uma elevada experiência em causas sociais e solidárias, Cristina Geraldes é a coordenadora da Rede de IPSS do concelho de Idanha-a-Nova. É uma candidata com forte ligação à população de São Miguel de Acha, reconhecida pela sua competência e espírito de missão e dedicação à causa pública.
Adalgisa Patrícia Dias, 44 anos, é também natural de São Miguel de Acha. Nascida e criada nesta localidade, fez os estudos superiores na Universidade do Porto, e regressou para aqui construir o seu projeto de vida. Coordena e executa projetos na área do património cultural, da investigação científica, da divulgação e promoção do território. O seu trabalho comunitário está direcionado para os jovens, sendo Comissária na CPCJ de Idanha-a-Nova e Conselheira no Conselho Geral do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro. Adalgisa Patrícia Dias é a candidata que merece toda a confiança para presidir a Assembleia de Freguesia de São Miguel de Acha.

sábado, 27 de março de 2021

Passos da Via Sacra em instalação artística na vila

 

As imagens estão colocadas em locais específicos da vila raiana. Foto cedida pela CMIN

Idanha-a-Nova tem patente a instalação artística urbana «Os Passos da Via Sacra» que compreende um conjunto de 15 imagens em exposição nas ruas da vila até ao próximo dia 4 de abril.

O Município de Idanha-a-Nova associou-se desta forma à iniciativa Aleluia em Casa 2021 e convidou Susa Monteiro a ilustrar os Passos da Via Sacra, evocando as encomendas de arte religiosa de outrora. É a própria autarquia que divulga à comunicação social esta iniciativa.

Na apresentação da instalação que teve lugar recentemente o presidente da câmara, Armindo Jacinto, referiu que esta é “uma forma de assinalar o património cultural imaterial do concelho associado à Quaresma e à Páscoa, num período em que devido à pandemia não é possível realizar as tradicionais manifestações de religiosidade popular”.

“O conjunto de imagens configura uma instalação artística urbana pelas ruas da vila de Idanha-a-Nova e recorda os arranjos piedosos efémeros, montados nesta ocasião para edificação dos fiéis e que, em tempos idos, incluíam panos pintados de armar”, lembra o município idanhense.

As ilustrações de Susa Monteiro têm o seguinte percurso: I – Jesus é condenado à morte (Igreja Matriz de Idanha-a-Nova); II – Jesus carrega a cruz às costas (Solar dos Marqueses da Graciosa); III – Jesus cai pela primeira vez (Largo da Sra. do Rosário); IV – Jesus encontra a Sua Mãe (Capela de S. Francisco Xavier); V – Simão de Cirene ajuda Jesus (Capela de S. João); VI – Verónica limpa a face de Jesus (Largo 25 de Abril); VII – Jesus cai pela segunda vez (Av. Mouzinho de Albuquerque); VIII – Jesus encontra as mulheres de Jerusalém (Rua Heróis do Ultramar); IX – Jesus cai pela terceira vez (Jardim dos Antónios); X – Jesus é despojado de Suas vestes (Capela do Espírito Santo); XI – Jesus é pregado na cruz (Edifício dos Paços do Concelho); XII – Jesus morre na cruz (Rua António Manzarra); XIII – Jesus é descido da cruz (Largo de Sto. António); XIV – Jesus é sepultado (Capela da Sra. das Dores); XV – Ressurreição (Centro Cultural Raiano – representação colocada apenas no Domingo de Páscoa).

quarta-feira, 24 de março de 2021

segunda-feira, 22 de março de 2021

Dia mundial da floresta foi assinalado na vila

 

A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova aderiu à iniciativa do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas que desafiou os municípios a plantarem uma árvore num espaço público, no âmbito do Dia Mundial da Floresta que se celebrou no passado dia 21.

De acordo com uma informação prestada à comunicação social pelo município raiano, “esta ação simbólica decorreu sexta-feira, dia 19, na Avenida Joaquim Morão junto ao Estaleiro Municipal (Tapada do Tanque)”, tendo sido plantado um Carvalho Alvarinho (Quercus róbur L.).

A vice-presidente da autarquia, Idalina Costa, e os vereadores João Carlos Sousa e Elza Gonçalves procederam à plantação.

Fonte : Jornal Reconquista

Candidatura Independente : António Justo é candidato à Junta de freguesia de Zebreira e Segura.



António Justo, nascido em Zebreira, 62 anos de idade, licenciado em Gestão e Organização de Empresas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) e em Gestão Bancária pelo Instituto Superior de Gestão Bancária (ISGB). 

Trabalhou 30 anos na CGD, onde se aposentou como técnico superior com funções de coordenador de gabinete.

Reside actualmente na Zebreira e candidata-se pelo Movimento para Todos sob o lema "Fazer diferente. Pelas pessoas. Pela mudança e por um concelho onde todos têm voz!"

sexta-feira, 19 de março de 2021

Unanimidade da Assembleia Municipal exige que Governo aumente efetivo da GNR

 

A última Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova aprovou por unanimidade duas Moções, da bancada do PS e da bancada do PSD/CDS-PP, que contestam o encerramento temporário dos Postos Territoriais da GNR do concelho e defendem o aumento do número de efetivos e melhores condições para as forças de segurança. "Embora se esteja a efetivar a reabertura dos Postos Territoriais da GNR do concelho de Idanha-a-Nova, suspensos temporariamente por causa da pandemia (Ladoeiro, Rosmaninhal e Monsanto), o aumento do número elementos será essencial para evitar que situações destas voltem a acontecer", lê-se na nota de imprensa enviada a comunicação social.

O Presidente da Câmara Municipal, afirma que “a nossa discordância em relação ao encerramento temporário dos Postos da GNR foi total e já manifestámos a nossa posição ao Governo. Estaremos sempre atentos à situação e continuaremos a pedir mais elementos da GNR para o concelho de Idanha e a disponibilizar condições para que os postos estejam abertos”, refere Armindo Jacinto. As Moções foram aprovadas na Assembleia Municipal de Idanha-a-Nova, serão enviadas para o Comando Geral da GNR, para o Comando Distrital da GNR de Castelo Branco e para o Ministro da Administração Interna. 
Já o Presidente de Junta de Freguesia do Ladoeiro, Gonçalo Costa, declara na nota de imprensa que "o encerramento dos Postos da GNR provoca grande descontentamento na população e aumenta o sentimento de insegurança.

Apesar de vivermos tempos excecionais, devido à existência de uma pandemia, não pode o Estado abandonar o seu território e deixar as populações ao sabor da sua sorte, principalmente em territórios de baixa densidade e com população envelhecida”, refere o autarca ao apresentar a Moção do Grupo Municipal do PS. 

A Moção defende a reabertura urgente dos Postos Territoriais da GNR encerrados no concelho de Idanha-a-Nova, bem como o aumento do número de efetivos e o alargamento do horário de funcionamento para que esta situação não se volte a repetir. Também a Moção apresentada pelo Grupo Municipal do PSD/CDS-PP, através de Paulo Rodrigues, reuniu unanimidade. O documento insta “o Ministério da Administração Interna e o Comando Distrital da GNR a dotar todos os postos de territoriais dos meios humanos, infraestruturas e equipamento necessários ao seu funcionamento e ao exercício condigno das suas funções junto das populações do concelho de Idanha-a-Nova”.

quinta-feira, 18 de março de 2021

Covid 19 - Concelho de Idanha-a-Nova : 0 (zero) casos

 


Segundo informações cedidas pela ULSCB, Unidade Local de Saúde de Castelo Branco, a situação epidemiológica no concelho de Idanha-a-Nova é a seguinte: 
Casos ativos: 0
Recuperados*: 537 -
Óbitos*: 38
Contudo, é importante continuar a seguir todas as recomendações da Direção Geral de Saúde no que diz respeito ao distanciamento físico e social, uso de máscara e desinfeção das mãos. Proteja-se Pela Saúde de Todo

quarta-feira, 17 de março de 2021

Câmara investe 30 mil euros na reabilitação da Extensão de Saúde do Ladoeir

A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova vai proceder à reabilitação da Extensão de Saúde do Ladoeiro, com um investimento de 30 mil euros que visa criar melhores condições aos utentes e aos profissionais de saúde.
O edifício da Extensão do Centro de Saúde do Ladoeiro, com construção datada de 1997, tem sido alvo de várias reparações ao longo do tempo, mas apresenta sinais de deterioração, reflexo da sua idade, que esta intervenção mais profunda e ampla vai resolver.  

“A saúde é um sector prioritário para a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e temos vindo a desenvolver vários projetos e investimentos nesta área, em conjunto com o Serviço Nacional de Saúde e diferentes parceiros do território”, refere Armindo Jacinto.

 O investimento municipal reflete-se “em obras nos Centros e Extensões de Saúde, mas também em projetos pioneiros como as operações gratuitas às cataratas, no apoio aos munícipes no acesso a medicamentos, na deslocação de médicos às nossas vilas e aldeias e, muito em breve, no inovador Cartão de Saúde e em Unidades Móveis de Saúde a percorrer as freguesias do concelho, procurando sempre uma saúde de qualidade, de proximidade e tendencialmente gratuita”.

Empresário José Gameiro é candidato em Idanha-a-Nova pelo Movimento Para Todos

 


O empresário integra o grupo de cidadãos do Movimento Para Todos e que é composto por pessoas de vários quadrantes. Querem dar "às gentes do concelho a capacidade de intervir, opinar e participar"

“Estamos convictos de que é necessário devolver às gentes do concelho a capacidade de intervir, opinar e participar, de forma livre e sem receios de juízos de valor ou com medos escondidos. A conduta que nos move é aquela que nos caracteriza a todos e a cada um nas nossas vidas pessoais e profissionais. Não está, por essa razão, nos nossos planos ou horizontes utilizar o espaço de campanha para fazer ataques pessoais ou críticas desnecessárias”

Veja a noticia do Observador, AQUI

terça-feira, 16 de março de 2021

O que vai sobrar de nós?

O nosso coordenador, Cláudio Anaia escreveu mais um artigo para o jornal nacional o Incoviniente.

segunda-feira, 15 de março de 2021

Começa hoje....


 Começa hoje o desconfinamento... veja as 4 datas que o governo escolheu!

(Clique em cima da imagem)

sexta-feira, 12 de março de 2021

23 respostas sobre o novo desconfinamento

Depois de quase dois meses de confinamento, o país vai voltar a abrir. Será um desconfinamento progressivo, a “conta-gotas”, indicou primeiro-ministro, alertando que o cenário pandémico está melhor do que há duas semanas, mas pior do que em setembro.

 A recomendação é, por isso, de cautela, estando previstas quatro grandes fases de reabertura. António Costa sublinhou que o dever geral de recolhimento vai manter-se enquanto o país continuar em estado de emergência. Depois, se tudo correr bem, entrará em vigor o “dever cívico de recolhimento”, findo o estado de emergência.

Veja as respostas  AQUI

quinta-feira, 11 de março de 2021

Portugalzinho

 


O nosso coordenador, Cláudio Anaia escreveu um artigo para o jornal nacional o Incoviniente.

Pode ser lido em: https://inconveniente.pt/portugalzinho/